Posts Tagged ‘pessoa’

Saiba como acessar fotos que foram apagadas no Facebook


Em 2009, o site Ars Technica descobriu que as fotos excluídas por usuários do Facebook, na verdade, não estavam sendo excluídas. À época, a rede disse que trabalhava numa solução para o problema, só que três anos mais tarde o mesmo site percebeu que o problema persistia, ao que o Facebook disse que reduziria o tempo de exclusão – já que fotos deletadas há mais de um ano permaneciam acessíveis.

Da última vez em que esse assunto veio à tona, em 2012, o Facebook afirmou ter adotado um sistema que apagaria as fotos em no máximo 45 dias, e isso parece ter sido feito, mas ainda dá para recuperar imagens. Há uma forma de se fazer isso, mas a possibilidade é tão restrita que não é considerada falha (o próprio Facebook não considera).

O esquema foi descoberto pelo perito especialista em crimes digitais José Antonio Milagre, que realizou alguns testes em parceria com o especialista em segurança da informação Ewerson Guimarães. De acordo com os resultados, é possível recuperar imagens mesmo após terem sido deletadas há uma semana.

Para fazer isso é necessário que você tenha a pessoa “alvo” como amiga no Facebook e que a inclua na lista de notificações. Desta forma, sempre que ela publicar uma foto você será avisado, e é por ali que a imagem pode ser recuperada.

Ao receber uma notificação, clique sobre a miniatura da foto com o botão direito e escolha a opção “inspecionar elemento”. Existe um link da imagem, ali, que fica disponível por um tempo antes de o Facebook efetivamente deletar o conteúdo.

Reprodução

Há, porém, uma série de variáveis a se considerar. Em primeiro lugar, a foto disponível neste link é bem pequena (porque o link corresponde à imagem de notificação); para aumentá-la é preciso alterar a letra “s” que fica antes da terminação .jpg para “a”. Uma versão em tamanho real pode ser vista trocando por “n” ou “b”, mas estas somem rapidamente. Também dá para recuperar imagens de fan pages, mas neste caso a versão “n” fica disponível por tempo indeterminado.

Reprodução

Outro entrave é o fato de que você precisa estar com o Facebook aberto no momento em que seu amigo postar a imagem, porque só assim você será notificado. Caso ele suba e delete a imagem num momento em que você não estiver conectado, o Facebook nem sequer te enviará uma notificação sobre isso. Fizemos testes aqui no Olhar Digital: basta atualizar a página para a notificação desaparecer, portanto o truque é bem efêmero.

A dupla que descobriu o esquema contatou o Facebook para fazer um alerta, mas a rede social disse que já conhecia a situação e que não tem como mudá-la. “Seu relatório descreve um dos cenários sobre os quais não temos controle”, diz a empresa.

O Facebook explica que nem sempre é possível evitar efeitos retroativos, o momento em que uma pessoa posta uma foto pode ser justamente o momento em que outra está visitando seu perfil e, portanto, a foto será vista mesmo que seja deletada. E sem atualização automática nos perfis do Facebook (o refresh), você pode passar o dia todo olhando para uma postagem que foi excluída há horas – talvez há dias.

Fonte: Olhar Digital

Anúncios

Operadoras abrem cadastro para interessados no Galaxy S4

Claro e Vivo disponibilizam formulário para quem quiser receber informações sobre o aparelho

 

samsung
galaxy s4

 

O badalado smartphone topo de linha da Samsung, o Galaxy S4, chega ao Brasil em breve. Com lançamento marcado para 26 de abril, as operadoras já começaram a abrir um cadastro para que os interessados comecem a receber informações sobre o produto.

É o caso da Vivo, a primeira das grandes operadoras a abrir o cadastro. A companhia pede informações como o nome, CPF, número do celular, e-mail, e ainda questiona se a pessoa é ou não cliente.

A segunda a abrir o cadastro foi a Claro. A companhia exige informações mais detalhadas dos interessados, como data de nascimento, gasto mensal com celular e número de telefone fixo. A empresa ainda pergunta qual é o melhor horário para contatar a pessoa.

O Galaxy S4 foi anunciado em grande evento no mês passado. O aparelho deve chegar no Brasil em duas versões diferentes, já homologadas pela Anatel. A primeira, apenas com conexão 3G, deve ter o processador Exynos 5, de oito núcleos, fabricado pela própria Samsung, por R$ 2,4 mil. Já a segunda será compatível com a rede 4G brasileira, mas terá processador Snapdragon 600, de quatro núcleos, por R$ 2,5 mil. Os dois preços correspondem ao aparelho desbloqueado, sem contrato com operadora.

Google é acusado de exibir publicidade racista

Ao pesquisar por nomes de origem africana, surgem anúncios de serviços para checagem de histórico criminal

Google

Uma pesquisa conduzida pela professora Latanya Sweeney, da Universidade de Harvard, concluiu que o Google apresenta resultados com viés racista, dependendo das pesquisas do usuário.

Segundo ela, ao pesquisar por nomes de origem africana, como ‘Kareem’ e ‘Keisha’, é comum começar a ver anúncios direcionados a pessoas que tenham sido presas recentemente.

Um dos exemplos citados é a exibição de um anúncio que faz uma pergunta como “Foi preso?” (“Arrested”), que, ao clicar, leva o usuário a um serviço para verificar histórico criminal.

Estes resultados apareceram com uma frequência 25% maior com nomes de famílias negras. Com nomes ‘brancos’, estes anúncios diminuíram.

Segundo a pesquisadora, há 1% de chance que os resultados tenham sido por um acaso. Contudo, ela reconhece que não pode afirmar com total certeza por não conhecer o funcionamento interno do Google AdSense.

À BBC, o Google negou que faça um perfil racial de seus usuários e afirmou que sua política não permite anúncios contra alguma pessoa, organização ou grupo de pessoas. Entretanto, afirmou que são os anunciantes que decidem quais palavras-chave irão ativar seus anúncios.