Posts Tagged ‘MCTI’

TI Maior tem quarto centro de PD&I e lança edital de R$ 14 milhões para projetos

SAP Labs duplica estrutura em São Leopoldo com investimento de R$ 60 milhões

O Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) lançou nesta quinta-feira (19/8) o edital para projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação (PDI) no âmbito do TI Maior, projeto do governo federal para estímulo da área de software e serviços do País. Serão R$ 14 milhões de investimentos públicos concedidos a projetos de pesquisa que resultem em serviços ou produtos a serem lançados no mercado.

No ar por 45 dias, o edital tem como resultados esperados empregar pesquisadores brasileiros em centros globais de PDI no mundo, estimular o desenvolvimento de startups, gerar empregos no mercado nacional, gerar registros de patentes e ainda promover spinoffs e aquisições corporativas. Espera-se esforço de investimento conjunto com o setor privado na ordem de r$ 28 milhões.

O alvo são projetos de pós-graduação, mestrado e doutorado, em parceria com universidades e empresas. “Hoje, o Brasil investe 1,21% do PIB em pesquisa e desenvolvimento e nosso objetivo é elevar isso. A parceria com o setor privado, por meio de estímulos, é um dos caminhos”, pontuou o secretário de políticas de informática do MCTI, Virgílio Almeida.

O ministro da tecnologia, Marco Antônio Raupp, evidenciou o crescimento de importância do setor privado nas políticas públicas do ministério. “Serão R$ 21 bilhões em recursos em andamento ao setor privado entre 2013 e 2014, em plena execução”, ressaltou. A meta é elevar essa cifra para R$ 34 bilhões.

“Queremos que pesquisadores brasileiros atuem no ambiente global. É importante que projetos se liguem a outros centros de P&D”, pontuou o secretário Almeida.

Centros globais

O Programa TI Maior alcançou a meta de atrair quatro centros globais de PDI ao País até 2014 com a parceria com a desenvolvedores alemã de software SAP para duplicação de suas instalações do SAP Labs da área em São Leopoldo, no Rio Grande do Sul. Até dezembro, serão aplicados R$ 60 milhões – de modo a elevar de 500 para 600 o número de funcionários do centro no próximo ano.

“Possuímos um centro de gestão global, que produz e estuda como trazer melhores práticas do mundo para o Brasil e como desenvolver tecnologias aqui para exportar”, frisa o vice-presidente de operações da SAP para a América Latina, Fernando Lewis. Como exemplos, estão sistemas para os setores bancário e de agronegócio criadas no centro gaúcho, hoje exportados para outros países.

Os outros centros de PDI dentro do TI pertencem a Microsoft, Intel e EMC, com investimentos de R$ 200 milhões, R$ 300 milhões e R$ 150 milhões, respectivamente.

Anúncios

MCTI abre edital de R$ 640 milhões para parques tecnológicos e empresas

mcti

 

 

Edital visa apoiar a conclusão dos projetos e impulsionar o Programa Nacional de Apoio às Incubadoras e Parques Tecnológicos do governo federal

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) lançaram na última terça-feira, 9, um edital de R$ 640 milhões para parques tecnológicos em operação e em estádio de implantação. A chamada também engloba empresas residentes nos parques ou em incubadoras.

O objetivo é atender ao Programa Nacional de Apoio às Incubadoras e Parques Tecnológicos do governo federal, cuja meta é aumentar a produtividade e a competitividade da economia brasileira por meio da ampliação do patamar de investimentos e de maior apoio para projetos de risco tecnológico.

Além disso, outros R$ 10 milhões serão oferecidos por um segundo edital, a ser lançado em breve pelo Centro Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Instrumentos

Os R$ 640 milhões serão concedidos por meio de três instrumentos. O primeiro tem orçamento de R$ 90 milhões em recursos não reembolsáveis e visa parques tecnológicos em operação e em processo de implantação, de forma a viabilizar a consolidação do projeto. As propostas deverão ser encaminhadas até o dia 17 de agosto via Formulário de Apresentação de Propostas (FAP´s), que estará disponível no site da Finep a partir de 29 de julho.

Também destinado a parques tecnológicos em operação e em implantação, o segundo instrumento oferecerá  R$ 500 milhões em crédito. Neste caso, a solicitação de recursos ocorrerá respeitando o procedimento atual de análise de propostas adotado pelo programa Inova Brasil, que opera taxas de 2,5% a 5% ao ano, com carência de 48 meses e prazo final para pagamento de 120 meses. Neste tipo de operação, é exigida contrapartida financeira de 20% do valor pleiteado à Finep.

O terceiro instrumento se constitui de um fundo de investimento – Fundo Inova Empresa MPE, de R$ 50 milhões. É destinado a empresas apoiadas por incubadoras e parques tecnológicos, ou ainda, graduadas até dois anos, através de participação no capital e apoio gerencial. Para essas empresas, a Finep também oferece possibilidades de captação de recursos reembolsáveis por meio de seus programas Inova Brasil e Inovacred.

Mais informações podem ser encontradas no site do MCTI.