Posts Tagged ‘livros digitais’

No Reino Unido, Amazon vende mais livros digitais que impressos

Ultrapassagem inédita acontece dois anos após a chegada do Kindle ao país

Kindle Touch

Pelo menos para a Amazon, os livros físicos perderam a vez no Reino Unido. A empresa anunciou que, por lá, a cada 100 obras em formato tradicional vendidas, outras 114 digitais vão para as mãos dos leitores.

Isso já havia acontecido nos Estados Unidos, e não foi só a Amazon que notou a substituição: no começo deste ano, pela primeira vez, o digital deixou o físico para trás naquele país.

Em um comunicado repercutido pelo The Telegraph, o vice-presidente do e-reader Kindle para a União Europeia disse que o crescimento das obras digitais está diretamente relacionado ao sucesso do aparelho no Reino Unido. “Estamos vendendo mais livros do que nunca para autores e editores”, afirmou Jorrit Van der Meulen.

Segundo ele, a marca foi estabelecida nos EUA quatro anos após a chegada doKindle ao país. “Alcançar esta marca em apenas dois anos no Reino Unido é algo memorável”, destacou o executivo.

Anúncios

Pesquisa: 9,5 milhões de brasileiros já leem livros digitais

A maioria dos leitores de livros eletrônicos é formada pelo sexo feminino com ensino superior e faixa etária entre 18 e 24 anos

E-Book

Uma pesquisa realizada pelo Ibope Inteligência e divulgada no site Mundo Marketing aponta que a penetração da leitura de e-books no Brasil já passa de 9,5 milhões de pessoas, número que representa 5% de toda a população. De acordo com o estudo, a maioria dos leitores de livros eletrônicos é formada pelo sexo feminino com ensino superior e faixa etária entre 18 e 24 anos.

Apesar da expansão, a pesquisa revela que 82% dos brasileiros afirmaram nunca ter lido um e-book. Destes entrevistados, 45% dizem desconhecer totalmente o formato de livro digital, 25% nunca ouviram falar do e-book, mas gostariam de conhecer, e 30% já escutaram algo sobre a tecnologia. Dos que tiveram acesso aos livros digitais, 54% gostaram muito, 40% gostaram um pouco e 6% disseram não ter gostado. Ao serem questionados se poderiam vir a usufruir da tecnologia, 48% responderam que sim.

Outros dados que mostram possibilidades de penetração dos e-books no cotidiano do brasileiro estão relacionados à média registrada entre as faixas etárias jovens. Entre 11 e 13 anos, o percentual total de uso foi de 5%. Já entre os entrevistados de 14 e 17 anos, este patamar ficou em 7% e de 18 a 24 anos em 12%.

O estudo do Ibope também fez um comparativo entre livros impressos e digitais, e mostra que 52% acreditam que o formato tradicional nunca vai acabar e conviverão igualmente com os e-books. Destes entrevistados, 17% acreditam que os impressos continuarão, mas em pequenas edições, porém 7% afirmam que é uma questão de tempo para que os livros em papel deixem de ser publicados, enquanto outros 7% constatam que os digitais serão sempre para poucos.

Você lê livros digitais? Contribua com a pesquisa e diga nos comentários abaixo se você já incluiu o e-book no seu dia a dia ou ainda não teve essa experiência.