Posts Tagged ‘incentivos’

Ultrabooks terão incentivos fiscais e preços reduzidos no Brasil

Medida deve começar a valer a partir de 1º de janeiro de 2013, quando as primeiras unidades dos aparelhos já serão fabricadas no país

Ultrabooks

O governo federal alterou o Processo Produtivo Básico (PPB) de netbooks e notebooks fabricados na Zona Franca de Manaus e em outras regiões. O objetivo foi atualizar a legislação para que os Ultrabooks também possam ser produzidos no Brasil com os benefícios da Lei de Informática, que, entre outras coisas, exige o cumprimento do PPB estabelecido para o produto.

Isso significa que esses dispositivos poderão ser produzidos no país e sofrer reduções de custos, desde a produção até chegar ao consumidor final. No entanto, a medida só deve começar a valer a partir de 1º de janeiro de 2013. Dessa data em diante, o governo espera que as primeiras unidades dos eletrônicos já comecem a ser fabricadas no Brasil.

No dia 14 de maio, a Intel anunciou oficialmente a chegada dos Ultrabooks no Brasil. A fabricante afirmou que, até o final do ano, mais de vinte modelos dos dispositivos serão lançados no país, e que 11 fabricantes venderão os equipamentos, sendo que Dell, HP, LG, Megaware, Positivo, Samsung, STI (Semp Toshiba informática) e CCE serão as primeiras a fabricar o produto com os benefícios da produção local.

Outros dispositivos beneficiados são as câmeras fotográficas. As indústrias que estiverem instaladas em Manaus e cumprirem o PPB de áudio e vídeo também poderão fabricar câmeras digitais, compactas ou profissionais, com direito a receber benefícios fiscais.

Anúncios

Ministério das comunicações deve anunciar desoneração para redes de telecom

Pacote de estímulo ao setor industrial, a ser anunciado nesta terça-feira (03/04), deve trazer incentivos para dar seguimento ao Plano Nacional de Banda Larga

Antena de celular

Em coletiva de imprensa durante evento da Cisco hoje (02/04), no Rio de Janeiro, o ministro das comunicações, Paulo Bernardo, afirmou que deve sair nesta terça-feira (03/04) o pacote de estímulo ao setor industrial. Entre as medidas está a desoneração na construção de redes de telecomunicações que, segundo o ministro, serão importantes para o Plano Nacional de Banda Larga.

Paulo Bernardo ainda afirmou que o leilão de concessão da rede 4G deverá ocorrer em breve. De acordo com ele, o mercado 3G cresceu 103% no ano passado e as operadoras não estavam preparadas para esta explosão. Por conta disso, ainda há falta de qualidade nos serviços. “Eles erraram na conta e não se prepararam, mas agora eles vão investir. Estamos fazendo nossa parte anunciando a desoneração”, comentou. Para o ministro, na era 4G, estes problemas estarão resolvidos, pois haverá maior cobertura. Ele prevê que até 2014 a situação seja superada.
O leilão para redes LTE, marcado para junho, foi bastante criticado pelas companhias que alegavam que não tinham condições de fabricar equipamentos no Brasil. Por isso, de acordo com o ministro, o governo flexibilizou alguns prazos, mas, em breve, as empresas deverão ter, pelo menos, 30% de produção nacional.

A criação da rede 4G faz parte do plano do governo de melhorar o serviço de transmissão de dados para a realização da Copa do Mundo de 2014.

* A jornalista viajou para o Rio de Janeiro a convite da Cisco.