Como a Nestlé gerencia sua área de TI

Gerente-executivo da companhia conta como a empresa, que não possui a tecnologia como núcleo de negócio, lida com o tema

Cesar Almeida, gerente-executivo de Tecnologia da Informação da Nestlé Brasil
César Almeida, gerente executivo de TI / Nestlé Brasil

..

Hoje em dia, mesmo uma empresa que não possui a tecnologia como “core business” precisa estar ligada às tendências e aberta a inovações se quiser concorrer de igual para igual no mercado. A Nestlé, empresa mundial de alimentos e nutrição, não foge desta regra.

A companhia investe pesado em inovação, e apenas neste ano, anunciou uma aplicação de R$ 60 milhões na unidade de Carazinho (RS), que terá uma nova linha com alta tecnologia para desmineralizar o soro líquido e exportar produtos lácteos para toda a América Latina. No ano passado, a Nestlé injetou quase R$ 500 milhões nas fábricas do Brasil para fomentar a tecnologia e inovação.

Além dos investimentos pontuais em fábricas, a empresa mantém 29 instalações em todo o mundo dedicadas à pesquisa e desenvolvimento, onde cerca de cinco mil pessoas usam a tecnologia para criar soluções alimentares. Se em 1866 a companhia suíça iniciou seus negócios com apenas um produto – a farinha láctea -, atualmente ela é responsável pela produção de mais de 140 itens como chocolatados, biscoitos, cafés, cereais, cereais matinais, águas, chocolates, culinários, lácteos, refrigerados, sorvetes, produtos à base de soja, petcare e outros.

Segundo Cesar Almeida, gerente-executivo de Tecnologia da Informação da Nestlé Brasil, a companhia utiliza a tecnologia em diversos setores como diferencial competitivo e acredita que o conhecimento na área deve estar focado na evolução contínua no ambiente de trabalho. Em entrevista ao Olhar Digital, o executivo conta como a gigante de alimentos gerencia seu setor de TI, quais tecnologias estão sendo adotadas pela companhia na parte administrativa e qual o perfil que um profissional responsável pela área deve ter.

Como a Nestlé avalia a importância da tecnologia dentro do seu negócio?

A Nestlé entende a importância da tecnologia e a utiliza como diferencial competitivo. Cada vez mais temos  processos que agilizam nossa tomada de decisão e garantem a integridade e veracidade das nossas informações. É importante aplicarmos todo esse conhecimento tecnológico sem modismos e com foco na evolução contínua de nosso ambiente de trabalho como um todo. De uma forma geral todos os setores utilizam a tecnologia, mas podemos destacar vendas, finanças, supply chain [cadeia de suprimentos] e técnica.

Atualmente quais são as tecnologias que a empresa utiliza?

Estamos utilizando ERP para gestão dos negócios e temos iniciativas em Cloud Computing e virtualização. Mobility é um tema que permanece no nosso radar e estamos buscando soluções que nos mantenham na vanguarda. Normalmente, as plataformas e tecnologias que adotamos são resultado de estratégia mundial, pesquisas e observação de tendências, principalmente de mercado.

Nosso ERP cobre em torno de 75% de nossa necessidade. Temos várias iniciativas nas áreas de fábricas, supply chain [cadeia de suprimento] e vendas, que utilizam soluções específicas de acordo com as  necessidades locais. Podemos destacar o Cognos, na área de Business Warehouse, o CRM [Gestão do Relacionamento com o Cliente] e Modern Trade como algumas soluções adotadas pela companhia. Adotamos o uso dos principais pacotes de softwares de mercado e, quando terceirizamos, procuramos manter o management [gerenciamento] dentro da empresa.

E o gerenciamento de TI, como acontece dentro da empresa?

Temos um CIO mundial, com uma estrutura regional e local. Os reports são localmente hierárquicos e globalmente funcionais. Ainda existe uma área de tecnologia local que acompanha as diretrizes mundiais e é responsável por garantir o suporte adequado ao mercado, incluindo o desenvolvimento para soluções que não são cobertas globalmente.

Como se dá a tomada de decisão de investimento em um grande projeto de tecnologia da companhia?

Primeiro identificamos as necessidades, depois abrimos um PLC (Projetc Life Cycle ou “Ciclo de vida do projeto”, em português), que contém todas as informações importantes, como recursos necessários – humanos e financeiros – ROI [retorno de investimento], tempo de implementação, tipo de tecnologia, entre outros.

E a parte de segurança da informação, como vocês tratam este assunto?

Temos uma equipe com responsabilidade mundial, que atua na definição da estratégia, homologação de ferramentas e criação de guidelines [guias]. Além disso, temos equipes locais, que se encarregam do cumprimento das políticas de uso adequado das ferramentas, bem como da segurança física e atualização periódica dos produtos.

Na sua opinião, como deve ser o perfil do diretor de TI hoje em dia?

Sem dúvida, o foco do profissional deve ser no negócio. É importante o conhecimento técnico e a experiência, mas a Nestlé é uma companhia de nutrição, saúde e bem estar e, com isso, nossa principal atividade deve ser alavancar os negócios com uso apropriado de tecnologia.

Quais as principais características que um diretor de TI precisa ter para manter a empresa à frente?

Precisa, acima de tudo, ser um observador com um olho no negócio e outro no mercado, buscando aculturar a inovação. Precisa ainda assegurar a utilização adequada dos recursos humanos e financeiros na manutenção e melhora contínua de todos os processos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: