Irã corta acesso à internet de ministros e desenvolve rede interna

Preocupações com cibersegurança fizeram país árabe desenvolver intranet para evitar ataques de nações rivais

Hackers

O governo do Irã anunciou nesta terça-feira (07/08) que todos os seus ministros e funcionários públicos ficarão offline até setembro, em um ambicioso plano para substituir o uso da internet – considerada americanizada e manipuladora – por uma intranet iraniana.

O projeto foi anunciado pelo ministro das comunicações iraniano, Reza Taqipour, em uma conferência em uma universidade de Teerã.

Trata-se uma estratégia para proteger o núcleo de inteligência do país de “um ou dois países que controlam a internet” – segundo fala do político em clara referência a Estados Unidos e Israel – e movê-los para uma rede interna a ser desenvolvida pelo país árabe até 2013.

A preocupação do Irã com sua segurança digital cresceu depois do ataque que seu programa de desenvolvimento nuclear sofreu com o vírus Stuxnet, comprovadamente desenvolvido pelas duas nações rivais para roubar informações do país árabe.

O ciberataque, que conseguiu infiltrar máquinas utilizadas no sistema de enriquecimento de urânio de Teerã, foi testado no complexo de Dimona, deserto de Negev, centro de armas nucleares de Israel.

A ação teria sido ordenada pelo presidente Barack Obama, segundo fontes internas do governo ouvidas pelo The New York Times.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: