IBM programa ferramenta que transforma aplicação de PC em mobile app

De olho na consumerização – a tendência de funcionários levarem seus próprios dispositivos móveis para trabalharem na empresa –, a IBM anunciou que lançará, provavelmente em maio deste ano, em uma conferência a desenvolvedores, uma plataforma que converte aplicações de PCs a dispositivos móveis. Segundo Rob Ingram, gerente sênior da Estratégia de Colaboração Mobile da IBM, a ideia é pegar carona no movimento de consumerização da TI nas empresas.

“No passado, apenas pessoas consideradas como importantes para a organização ganhavam um aparelho BlackBerry para terem acesso a seus arquivos corporativos. Agora, o usuário leva seus próprios dispositivos para a empresa e entrega para o departamento de tecnologia acertar a configuração”, explicou em entrevista a jornalistas durante o Lotusphere 2012, encontro realizado pela IBM em Orlando (Flórida, EUA), para discutir social business.

“Agora é a decisão do consumidor, que vai ao responsável da TI e questiona: como acesso meu e-mail daqui?”, adicionou. Desta forma, existe uma divisão de responsabilidades e custos entre o colaborador e a empresa no que diz respeito à estratégia móvel: de um lado, o empregado compra o dispositivo. Do outro, a TI precisa se responsabilizar pela infraestrutura e garantir investimentos para que  dispositivo consiga rodar.

Segundo o executivo, o projeto ainda está em fase de desenvolvimento. A ideia é que ele rode, inicialmente, nas principais plataformas móveis operacionais, que são Android (este com destaque para smartphones) e iOS (em especial com o iPad, mas em forte participação também por conta do iPhone). A ambientação para outros sistemas operacionais viria para um segundo momento.

“Essa ferramenta estaria disponível tanto para desenvolvedores corporativos quanto terceirizados. A ideia é facilitar que o conteúdo dentro das empresas seja agregado.”

Segundo ele, algumas aplicações funcionam muito bem rodando em browser móveis. Outras, nem tanto, precisando, portanto, de uma versão específica para dispositivos móveis. “É uma passagem do web app para o mobile app”, finalizou.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: