35% dos profissionais abririam mão de 10% do salário para trabalhar remotamente

home office

A evolução da tecnologia permite hoje que as pessoas estejam conectadas em, praticamente, qualquer lugar do planeta. Como reflexo, cresce uma demanda dos profissionais trabalharem mais tempo fora das empresas, com o objetivo de equilibrar melhor o tempo para atividades pessoais e profissionais.

Um estudo realizado pela Dice, empresa norte-americana de recrutamento de profissionais de TI, apontou que entre as pessoas que atuam na área de tecnologia, 35% delas abririam mão de até 10% do salário em troca da flexibilidade de poder trabalhar remotamente.

A Dice destacou que os números ficaram praticamente iguais aos obtidos com uma pesquisa do mesmo gênero, realizada há cerca de três anos. O que reflete que essa não é uma condição nova para os profissionais de TI e, sim, um antigo anseio de parte da categoria.

A consultoria aponta, no entanto, que a quantidade de empresas que permitem o trabalho remoto é bastante pequena nos Estados Unidos. Entre as vagas divulgadas atualmente pela Dice, só 1% delas permite essa modalidade, o que reflete uma relutância das organizações.

“Nós acreditamos que os benefícios do trabalho remote ultrapassam os riscos”, avalia Alice Hill, diretora da Dice, acrescentando: “as companhias que quiserem fazer parte do futuro deveriam ser sábias para deixar os acordos inflexíveis de trabalho no passado.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: